27 de set de 2010

Eletrocutando

Compramos raquete que eletrocuta mosquitos.

Sem compaixão mato uma média de 12 pernilongos por dia. Por mês são 360 mosquitos. 4320 mosquitos por ano. 8640 mosquitos, o casal. 

Mas perto das 3000 crianças que morrem todo dia de malária, isso não é nada. Comparado à quantidade de crianças com dano cerebral deixadas em orfanatos, é ridículo. 

Para Jeffrey Sachs, diretor do Earth Institute da Universidade de Colombia, "O controle da malária é a maior barganha do planeta. Um estudo promovido por minha equipe revelou que com uma cobertura abrangente com mosquiteiros e medicamentos, e o uso de inseticidas para ambientes internos pode sair por US$ 3 bilhões por ano, nos próximos anos, o que significa somente US$ 3,00 para cada pessoa com alta renda do mundo. Em outras palavras, o equivalente a dois dias de gastos no Pentágono poderia salvar mais de um milhão de vidas por ano. Além disso, esses gastos diminuirão ao longo dos anos com a redução das taxas de infecção. Mas o lucro não está em “apenas” salvar vidas humanas. O ganho econômico para a África chegaria rapidamente a uma dezena de bilhões de dólares por ano, com a redução direta dos gastos para o tratamento da doença, aumentando assim o crescimento econômico da região."*

Doações podem ser feitas para organizações como a Malaria No More (www.malarianomore.org).

*na revista Scientific American Brasil.  

2 comentários:

  1. Aquí também temos os mosquitos e também a tal raquete. Mas não tem a malária . E eu que nem havia pensado nisso... mais uma preocupação com os residentes de Angola.

    ResponderExcluir
  2. Ô Jão, eu tinha dó no começo, mas agora eu mato mosquitos e fico segurando o choquinho pra eles estalarem vááárias vezes!!!
    Vamos aumentar esses números por aí! A meta agora é 14 mosquitos por dia, vai!
    Valeendoooooo....

    ResponderExcluir