7 de mar de 2011

Um bolha na sua bolha

Ai, as pessoas que a gente conhece durante viagens de avião...
O camarada falou durante a viagem inteira. Na hora de sair do avião não escapo e ele começa a perguntar de onde venho, pra onde vou, o que eu faço, como posso ler um livro tão grosso(?), etc.
Quando ele disse que vinha de Luanda também, soltei um "Puxa, meus pêsames". 
Ele: (dá uma risadinha e fala bem alto) "Ah, mas eu adoro Luanda" 
Eu: É mesmo? O quê? (malvada)
Ele: (cara de tonto) Ah... o Mussulo... (praia perto da cidade) parece o nosso Nordeste (só se for o dele)!
Eu: E você mora onde?
Ele: Na Talatona (como o Alphaville em São Paulo).
Eu: Ah, mas isso não é bem Luanda né? 
Ele: Ah, a cidade de Luanda não é para os expatriados.
Eu: Eu morei na cidade por um ano, não é fácil mesmo. 
Ele: (bem sem graça) Mas me diz como você consegue ler um livro tão grosso!


Isso que dá puxar conversa depois de um vôo de nove horas sem televisão. 

Um comentário:

  1. Olá!
    Sou professora de geografia no Brasil e estou começando um projeto sobre a Africa, e adorei encontrar seu blog com tantas informações interessantes.

    abraços,

    Rosa
    http://greenmuntu.blogspot.com

    ResponderExcluir