30 de nov de 2009

Lobolo








Em Moçambique ainda se cultiva o costume de pagar o lobolo, uma quantia para a família da noiva pela perda que representa seu casamento e sua saída de casa.
A familia pede o que quer de lobolo... capulanas, dinheiro, jóias, bebidas, etc. O homem leva os bens pra família e pede o consenso dos pais da noiva para o casamento.
Entre os pedidos, está sempre uma quantia de dinheiro, que pode ser 150 meticais (5 dólares) ou até 10 milhoes de meticais.
O próprio ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, deu 55 cabeças de gado como lobolo para a família de Graça Machel, esposa do falecido presidente de Moçambique, Samora Machel.
O Registro Civil de Maputo é chamado de "Casa dos Casamentos".
A cerimônia do lobolo acontece antes do casamento e muitos moçambicanos acabam nao registrando sua uniao. Se a mae falece, a familia do homem é responsável pelos filhos do casal.
Muitas mulheres criticam o valor do lobolo e sentem-se vendidas.
Casamentos sempre facilitaram as alianças territoriais e comerciais. A prática de trocar a filha por alguma coisa foi institucionalizada pela própria sociedade e os moçambicanos acreditam que sem essa cerimônia que agrada aos ancestrais, o lar do casal nao será feliz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário